OK
Close

Pedaladas para a cidadania

Paulínia 52 anos

Texto | André Rossi Foto | Divulgação | 27/02/2016-19:02:11 Atualizado em 27/02/2016-19:19:45

Uma parceria entre a Seprodes (Secretaria de Promoção e Desenvolvimento Social) de Paulínia e o grupo Paulínia Racing Bicicross oferece para crianças de 6 a 15 anos aulas de bicicross e atividades recreativas. Trata-se do projeto Pedalando para a Cidadania, voltado para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade. Os participantes são selecionados pelos Cras (Centro de Referência de Assistência Social) dos territórios do João Aranha e Monte Alegre, e do Creas (Centro Especializado de Assistência Social). Além do foco esportivo, a diretora de gestão do Seprodes, Dulce Maria Paula Souza, ressalta a importância inclusiva do projeto.
"Embora a entidade em questão atue prioritariamente na área de esportes, a parceria terá como foco o desenvolvimento do serviço de convivência e fortalecimento de vínculos, qual prevê ações voltadas à família, garantindo para as mesmas espaços de atendimento com foco ao desenvolvimento de suas potencialidades buscando assegurar as alternativas de enfrentamento e superação de suas vulnerabilidades, sejam elas de ordem econômica, relacional ou territorial", explicou Dulce.
As atividades desenvolvidas são divididas em duas categorias. Uma é focada na parte esportiva, com orientações teóricas sobre a modalidade e treinamentos. Já a segunda etapa promove atividades de convivência social, com rodas de conversas sobre direitos, deveres e busca de soluções de conflitos.
A secretária de Promoção e Desenvolvimento de Paulínia, Mara Ferrari, destaca a importância social do projeto. "O encaminhamento desses meninos será feito por meio dos Cras João Aranha e Monte Alegre, com prioridade de atendimento para situações de vulnerabilidade que envolva violência ou negligência doméstica, isolamento social, trabalho infantil, bullyng e outras que ocorram entre as famílias atendidas", disse.
TRADIÇÃO
O grupo Paulínia Racing Bicicross já realiza trabalhos voluntários com jovens há 15 anos. Antes, a parceria era com a Petrobras. Agora, desde o dia 12 de fevereiro, a parceria com a prefeitura tem proporcionado as aulas para as crianças da cidade.
A voluntária do projeto, Adriana Furlan, comentou que as atividades tem agradado as crianças. "Eles gostam sim. A gente aproveita o fato de eles gostarem da modalidade para desenvolver as atividades pedagógicas", disse.
O projeto é realizado de segunda, quarta e sexta-feira, nos períodos da manhã e da tarde. Atualmente, cerca de 70 crianças participam das atividades. A capacidade total é para 100 pessoas.