OK
Close

Rodrigo Maia deve disputar eleição

Monte Mor

ANDRÉ ROSSIMONTE MOR | 23/03/2016-19:55:40 Atualizado em 23/03/2016-20:07:15

A menos de sete meses para as eleições municipais, surgem nomes para disputar a eleição municipal, entre eles o do ex-prefeito Rodrigo Maia (PSDB), que deve enfrentar o atual chefe do Executivo, Thiago Assis (PMDB). Há ainda mais dois nomes no páreo: o metalúrgico Marcos Antonio Vitorino de Almeida (PCdoB) e o diretor de Trânsito da cidade, Nelson Almeida (Solidariedade).
Segundo Rodrigo Maia, que foi prefeito na cidade de 2008 a 2012, há um "entendimento" no partido para que ele seja candidato este ano. Porém, o ex-prefeito afirmou que será necessário "ouvir a cidade" para definir a candidatura.
"No partido hoje tem um entendimento, não há problema interno, mas estamos discutindo com calma e discutindo com a comunidade. Estamos fazendo algumas reuniões, analisando direitinho, mas é fundamental ouvir a cidade".
Já no PCdoB, o nome de Marcos Antonio Vitorino de Almeida já foi definido como pré-candidato. De acordo com o presidente da legenda em Monte Mor, Adriel de Oliveira Nascimento, o nome foi escolhido em reunião no mês passado.
"É uma pessoa experiente, idônea, e Monte Mor carece de novos rumos, uma nova visão, para mudar a política na cidade", opinou Nascimento.
No ano passado, trocou o PT pelo PCdoB. Segundo ele, o potencial econômico da cidade é grande, mas faltaria atenção com as empresas locais.
"Hoje, Monte Mor é a bola da vez na RMC (Região Metropolitana de Campinas). Você não tem nenhuma outra cidade com potencial de crescimento que nós temos, com uma área geográfica tão grande. (...)"
O diretor de Trânsito de Monte Mor, Nelson Almeida (Solidariedade), também confirmou sua pré-candidatura ao cargo de prefeito, que foi definida no dia 18 de março em reunião do partido.
"Pelo fato de eu estar fazendo um bom trabalho na cidade (como diretor de Trânsito), fui escolhido para a disputa. (...) No final do mês (março) vou me afastar do cargo para poder concorrer", informou Almeida.
A reportagem perguntou ao pré-candidato se houve alguma conversa entre ele e o prefeito para uma parceria, já que o cargo de diretor de Trânsito é comissionado e de confiança do chefe do Executivo. Entretanto, a ligação caiu e não foi possível novo contato até o fechamento desta edição.