OK
Close

Cursos capacitam para área rural

TODODIA Express

André RossiMonte Mor | 16/05/2016-22:42:07 Atualizado em 16/05/2016-22:43:13

Através de uma parceria com a Faesp (Federação de Agricultura do Estado de São Paulo) e com o Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), o Sindicato Rural de Monte Mor oferece uma série de cursos para os trabalhadores rurais da cidade. Por ano, cerca de duas mil pessoas são capacitadas nas mais diversas áreas do meio rural.
De acordo com o presidente do sindicato, diretor da Faesp e vice-prefeito da cidade, Rogério Maluf, o objetivo é capacitar os trabalhadores para que conquistem melhores oportunidades de trabalho e para que agreguem conhecimento ao trabalho que já desenvolvem. "Os cursos são gratuitos para qualquer pessoa da cidade que tenha alguma ligação com o meio rural. Como em Monte Mor quase toda a população tem um vínculo com o meio rural, isso torna o curso acessível para muitas pessoas", explicou. Os cursos são bem variados e de curta duração. A maior parte deles é realizada dentro do próprio sindicato. Os que exigem atividades práticas ocorrem em ambientes externos, como os destinados a cuidados de equinos. "A ideia é agregar valor ao homem do campo. Aprimorar o leque de habilidades da pessoa", disse Maluf.
O coordenador do sindicato rural, Elzio Canesin, explicou que boa parte do público é formada por pessoas que querem aprimorar seus conhecimentos ou dominar novas áreas. "Além de contribuir com a necessidade de conhecimento do público rural, a gente apresenta instrumentos que podem ser utilizados para aumentar a produtividade do trabalhador. Agrega um valor muito grande para o profissional", comentou.
Esse foi o caso de Rodrigo Braga, 36, que realizou os cursos de doma racional de equinos, preparação de potros e rédeas em equinos. Os conhecimentos adquiridos com o curso contribuíram para que ele melhorasse seu desempenho no trabalho.
"Esses cursos capacitam bem a pessoa. Melhoram o que você já sabe e passa alguma coisa nova. Além disso, eles também ajudam a manter a tradição da cidade, que é sertaneja. Continuar investindo no produtor rural é uma forma de não perder essa tradição", afirmou.
Existem também aqueles voltados para a culinária, como o curso de processamento artesanal de reaproveitamento de frutas.
Para junho, estão programados os cursos de empreendedorismo em economia familiar, processamento artesanal de produtos de higiene e limpeza, casqueamento e ferrageamento de equinos, e operação e manutenção de roçadeiras laterais. Em julho, instalação de motores elétricos, instalação de jardins e medicamentos e vacinas em equinos serão os próximos assuntos abordados.
Para se inscrever nos cursos, basta ir até a sede do sindicato, que fica na Rua José Ferreira, no Jardim Bom Jesus, ou entrar em contato pelo telefone 3879-1075 ou pelo celular 99226-2208.