OK
Close

Mais um peso para o bolso

TODODIA Express

ANDRÉ ROSSIMONTE MOR | 16/05/2016-21:38:45 Atualizado em 16/05/2016-22:48:04
Arquivo | TODODIA Imagem
Sabesp | Empresa diz que o aumento do ano passado foi necessário em função da alta na energia ; tarifa social ficará em R$ 7,59

As tarifas de água e esgoto em Monte Mor aumentaram 8,45% na quinta-feira passada, em virtude de um reajuste aplicado pela Sabesp (Companhia de Abastecimento de Água e Saneamento), responsável pelo serviço na cidade. O reajuste não agradou os moradores, que acreditam que não deveria haver aumento esse ano por causa da elevação acima da média realizada no ano passado.
Em junho de 2015, por causa da crise hídrica, o reajuste foi de 15,2%, valor acima da inflação anual do período medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que ficou em 7,19%. Aquele foi o maior reajuste da Sabesp desde 2003, ano em que o aumento foi de 18,9%.
Este ano, a Arsesp (Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo) informou que considerou apenas o IPCA entre março de 2015 e março de 2016, que foi de 9,4%. A agência esclareceu que foi descontado um "fator de eficiência" de 0,9386 na hora de autorizar o novo reajuste. Assim, o percentual foi fixado em 8,45%.
Com o novo reajuste, o cliente residencial que tem tarifa social pagará mensalmente R$ 7,59 por até 10 metros cúbicos. As residências com tarifa normal pagarão R$ 22,38 por mês. O valor para o comércio e para a indústria foi fixado em R$ 44,95 para até 10 metros cúbicos.
A auxiliar doméstica Zenaide Barros de Araújo, 54, criticou o aumento. "O valor está bem elevado. Muito alto pelo pouco que a gente usa. Já deram um reajuste grande no ano passado. Tinha que ser reduzido esse ano, não era nem para ter colocado esse novo", criticou.
A aposentada Iolanda Campos de Lucas, 73, disse que a insatisfação é geral. "Todo mundo está reclamando. A gente sempre faz economia, corta onde pode, e só aumenta os valores. Subiu muito nesses últimos anos", contou.
O comerciante José Rino Soares, 57, se mudou para Monte Mor há três meses e ficou assustado com o valor da água. "Cheguei recentemente, vim de Jundiaí, e a água é bem cara aqui. No primeiro mês gastamos R$ 50, mas agora já está vindo R$ 100. Próximo mês vai ser pior ainda", disse.
Além de Monte Mor, o reajuste atinge outras quatro cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas): Hortolândia, Itatiba, Morungaba e Paulínia.

Leia Mais