OK
Close

Festa Ligo celebra em junho a cultura leta e imigrantes

Nova Odessa

23/05/2017-20:56:32 Atualizado em 23/05/2017-20:56:34

O Ligo 2017 acontece no dia 24 de junho em Nova Odessa. É a principal festividade da Letônia, país com forte influência cultural na cidade devido à imigração dos letos.
Segundo o presidente da Associação Brasileira de Cultura Leta de Nova Odessa, Felipe Albrecht, a festa tinha uma caráter mais familiar até 2013. Porém, a organização ampliou o evento e começou a agregar mais pessoas.
Uma das principais características da festa é a fogueira, que lembra a das festas juninas de São João. Porém, as semelhanças terminam por aí. Na Letônia, o evento ocorre no dia do solstício de verão, quando a noite é mais curta e o dia mais longo.
"No continente europeu e na Letônia, em junho é verão, e essa é a noite mais curta do ano. O sol vai por 23h30, 00h, e quando é 3h30 já aparece novamente. A noite não fica tão escura lá quanto aqui. Antes do sol de por, eles (letos) acendem a fogueira, mostrando que nessa noite não haverá trevas, será sempre brilho", explicou Albrecht.
Entre os principais pratos, será possível encontrar piragi (pãezinhos de bacon), queijo, pão caseiro, doces e churrasco com carne de porco. A festa deste ano contará com a presença de dois músicos da Letônia.
Além de se apresentarem no Ligo, a dupla também passar por escolas municipais e pela Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais).
O Ligo 2017 acontece no dia 24 de junho (sábado), a partir das 17h. A entrada para adultos custa R$ 5, enquanto crianças tem entrada franca. O local do evento fica na Rua Emílio Bassora 249, no Parque Residencial Klavin.
HISTÓRIA
Nova Odessa foi fundada por Carlos Botelho (secretário da Agricultura do Estado de São Paulo em 1905) e colonizada por letos - oriundos da Letônia. A cidade era conhecida como Fazenda Pombal de Ângelo Gazzola. Seu nome é fruto da visita que o fundador fez à cidade de Odessa, na Ucrânia, de onde trouxe o estilo de suas ruas.
Os primeiros colonos de Nova Odessa foram imigrantes judeus russos, que não se adaptaram e abandonaram o empreendimento. Mais tarde foram contatados colonos da Letônia, que deram origem definitiva ao município. Além dos letos, a cidade foi escolhida também por italianos, alemães e portugueses.
| ANDRÉ ROSSI