OK
Close

Site da Câmara de Sumaré é hackeado e fica fora do ar

Cidades

PEDRO HEIDERICH SUMARÉ | 12/09/2017-23:38:56 Atualizado em 12/09/2017-23:35:03
Reprodução | Câmara de Sumaré
HACKERS | Mensagem foi retirada, mas site permanecia fora do ar

O site da Câmara de Sumaré registrou um ataque de hackers. Desde segunda, a home trazia as mensagens "Deltree passou por aqui" e outra frase: "Imposto é roubo, f...-se o estado", com o desenho caveira e a palavra "hackeado" escrito em letras maiúsculas embaixo. A Câmara, via assessoria, lamentou os transtornos e informou que técnicos trabalham para recuperar o site. Ontem à noite, o site ainda trazia o aviso "Desculpe, estamos passando por uma manutenção."
De acordo com a Câmara, o site foi alvo de hackers durante o feriado prolongado da Independência e foi descoberto na manhã de segunda, quando o expediente teve início após o feriado.
As informações e dados do site não foram perdidos, pois o conteúdo é salvo diariamente. Um backup será colocado no ar após a verificação dos técnicos sobre como se deu a invasão e limpeza do vírus. "A Câmara Municipal de Sumaré pede desculpas à população e usuários do site pelo transtorno e garante que os técnicos estão trabalhando e as informações estarão novamente disponíveis o mais rápido possível", diz a nota. A empresa Locaweb cuida da hospedagem e atualmente a Câmara está sem empresa para cuidar do site, pois está em processo de pregão para contratar empresa para o serviço.
Na região, os sites das Câmaras de Americana, Nova Odessa e Santa Bárbara d'Oeste ficaram um período fora do ar na segunda, mas por conta de manutenção do servidor da empresa que cuida da hospedagem dos sites, a Sino Informática. As Câmaras confirmaram que o problema técnico não tem qualquer relação com invasão de hackers.
Em dezembro de 2016, os sites das Câmaras de Americana, Nova Odessa e Santa Bárbara d'Oeste foram hackeados e ficaram fora do ar com mensagens de protesto contra o presidente Michel Temer (PMDB).