OK
Close

Corinthians tenta não repetir vacilos recentes do Brasileiro

Esportes

FOLHAPRESS SÃO PAULO | 12/09/2017-22:46:38 Atualizado em 12/09/2017-22:43:57
Agência Corinthians
FAGNER | Treino em academia

Líder do Brasileiro, o Corinthians atravessa seu pior momento em 2017. Com três derrotas nos últimos quatro jogos do Nacional, a equipe só não vive dias de tensão porque continua com vantagem confortável. São sete pontos para Grêmio, segundo colocado. Mas em torneios de mata-mata, o time paulista não pode se dar ao luxo de relaxar. Hoje, às 21h45, no Itaquerão, o Corinthians recebe o Racing (ARG), pela partida de ida das oitavas da Sul-Americana.
Um dos atrativos do torneio continental é dar ao campeão uma vaga na Libertadores, algo que o Corinthians espera garantir no Brasileiro. Mas é um título que a equipe nunca conquistou.
"Nós vamos com o que temos de melhor. Não é o momento de poupar ninguém. Queremos brigar pelas duas competições", afirma o técnico Fábio Carille.
Na Sul-Americana, uma atuação ruim pode significar eliminação. O Corinthians decide a vaga no dia 20, em Buenos Aires.
Na vitória do Racing por 4 a 1 sobre o Temperley no último final de semana, o técnico Diego Cocca montou o esquema que deve ser utilizado no Itaquerão: o 5-3-2, deixando o adversário propor o jogo, tática que já causou problemas ao Corinthians.
A comissão técnica brasileira chegou a considerar a possibilidade de recolocar Guilherme Arana na equipe. Ele está fora desde 19 de agosto, com lesão na coxa. O mais provável, porém, é que retorne domingo, diante do Vasco. Contra o Racing, Marciel vai atuar na lateral esquerda.
O atacante Lautaro Martínez, 20, veste a prestigiada camisa 10 do Racing e é considerado uma das melhores jovens promessas da Argentina, Mas uma lesão o tirou do jogo de hoje. O ex-colorado Lisandro López é o capitão do time.